Auditorias e Trapalhadas


Fernando Sequeira entrou no Clube e como qualquer gestor moderno prometeu uma auditoria aos mandatos anteriores, inclusive o do seu Vce financeiro JVF, afim de ter uma ferramenta de gestão actualizada. Tudo bem, assim procedem os verdadeiros gestores...

Em conversa pessoal que tive com o Dr. Jaime Vieira de Freitas, pessoa que prezo e estimo, o próprio garantiu-me que esta era uma das suas exigências para que não ficassem dúvidas entre os associados.

Na AG, eu próprio questionei FS quanto ao âmbito da auditoria e normas estabelecidas para seleccionarem os Auditores, sem que tivesse obtido qualquer resposta.

Vim a saber agora por fontes ligadas aos Auditores que o "célebre documento" foi armadilhado contratualmente, ou seja, não pode ser reproduzido ou dado a conhecer aos sócios!

Mais, é uma reles amostra pré determinada para um ridículo período de tempo, não representativo ou sério para servir como instrumento de trabalho e análise de uma qualquer sociedade gestora, que se queria séria!!!

Esta brincadeira encomendada a uma das várias Entidades existentes no mercado nacional, sem qualquer concurso ou forma transparente, irá custar ao Belenenses várias dezenas de milhar de €uros...para deitar-se na pia das vaidades Sequeirianas!

Portanto, "auditoria"? Houve! Processo transparente de selecção? Não! Contrato armadilhado pelas Partes? Sim! Usura de factura contratualizada? SIM!

Logo, PGR com este finório Fernando Sequeira, mais o seu amiguinho do Atrium, Gertrudes Martins e Auditores.

O Belenenses não é o Grupo Caixa Geral de Depósitos que se pode dar ao luxo de ver desaparecer milhões de €uros do erário público.

Esperava que os rostos da promoção desta dupla maravilha já tivessem feito um gesto de contrição ou mea culpa! Bem posso esperar sentado. Resta-nos pois a nós Belenenses, correr de vez com a canalha colorida que ainda mama na teta.